Reduzir massivamente os custos dos sistemas de informação (infraestruturas e aplicações), lidar com a sua obsolescência e garantir a sua renovação, são os principais objetivos de um projeto de transformação digital ao nível dos Sistemas de Informação. Para tal, as Direções de SI devem atualizar o seu parque tecnológico e automatizar os processos de modernização através de programas complexos de renovação, reconstrução, conversão ou migração do seu património.

Abordar a modernização dos Sistemas de Informação de todos os ângulos

Para cada projeto, oferecemos uma abordagem metodológica comprovada. A nossa oferta de modernização dos SI é composta por quatro áreas:

  • Downsizing do sistema operativo: por exemplo, alternando de um mainframe para um sistema distribuído, como Unix (OS, IHM, SGBD).
  • Conversão automática de linguagem de programação: mudar de uma solução de programação automática para outra semelhante, ou de uma linguagem Cliente/Servidor para uma plataforma Java ou .NET.
  • Migração dos dados de um SGBD (Sistema de Gestão de Banco de Dados): pode envolver a migração para uma versão mais recente ou outro SGBD, ou para outro software específico através da migração funcional, combinação de base de dados e auditoria, permitindo melhorar a segurança dos dados.
  • Remodelação funcional: através de engenharia reversa aplicada em UML, MDA e SOA ou da regeneração de modelos documentados reversamente em Java ou .NET.

Uma metodologia comprovada

A tecnologia implementada nas nossas operações de migração utiliza uma base de dados contruída por analistas especializados, por linguagem e tipo de objeto, que garantem a total rastreabilidade do processo de modernização e fornecem interfaces através do conteúdo dos relatórios de gestão e execução.

As etapas do projeto são:
 

  • Fase de Análise
    • Inventário dos objetos a migrar de modo a construir a base de conhecimento do repositório;
    • Estudo detalhado do processo de migração para melhores escolhas técnicas e de organização;
    • Lançamento e prototipagem para preparação e configuração das diferentes plataformas e ferramentas num processo piloto (protótipo).
       
  • Fase de Industrialização
    • Divisão da tarefa em lotes para permitir que as tarefas mais morosas sejam conduzidas em paralelo, otimizando o uso de recursos e garantindo o avanço do projeto de acordo com os compromissos de qualidade e tempo;
    • Transformação da aplicação original na aplicação destino, testada (não regressão) em ambiente específico, com os dados derivados do SI, permitindo a comparação dos resultados originais com os objetivos a alcançar.
  • Fase de passagem a produção
    • Instalação do ambiente de produção e deployment da nova aplicação;
    • Migração de dados para os testes com utilizadores antes do balanço final.

A nossa metodologia garante um desempenho sem perdas do ponto de vista das funcionalidades e da performance, e aplica-se nas diferentes linhas de serviço industrializado: mudança de linguagem, conversão do sistema, migração técnica e funcional da base de dados.

Procedimentos que permitem aumentar as probabilidades de sucesso

A nossa abordagem é acompanhada, em todas as fases do processo, por um conjunto de entregáveis, nomeadamente, um relatório de avaliação para elaboração do inventário dos objetos e o dicionário de dados; um guia de transformação para estabelecimento de regras, as estratégias de teste e o planeamento; o código fonte comentado para o objeto modificado, de acordo com as normas do projeto; e uma simulação de cenários e casos de teste.

Números-chave

  • 40 linguagens automaticamente migráveis
  • 25 consultores especialistas em migração de SI
  • 4 linhas de serviços industrializadas

Palavras-ChaveSiapplication servicesindustriaInfrastructure ServicesAeroespacialTransportesmodernização

Partilhar